Servanttes Alenn

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Servanttes Alenn

Mensagem por Servanttes em Sab Out 03, 2015 11:40 pm


Nome:  Servanttes Alenn

Classe: Paladino

Cargo: Conclave- General

Idade: 31 anos

Raça: Humano

Data de nascimento: 05/08

Altura: 1,75cm

Peso: 88kg

Cabelos e barba: ruivos

Olhos: Azuis

Pele: Branca

Personalidade:  Possui fortes convicções morais. Combina a vontade de combater o mal com a disciplina de lutar incessantemente. Sempre Integro e Reto, diz a verdade, mantém sua palavra. 


Afinidade  Elemental: Luz Sagrada

Alinhamento: Caótico/Bom

Orientação Sexual: Heterossexual


Voz: Grossa e um pouco rouca.

exemplo do tom: 





Relacionamentos: Seraphh Alenn(Filho), Morganna Alenn(irmã), Thomas Jetro (Filho adotivo e escudeiro)

Inimigos principais: Renegados

Roupas: Geralmente está de armadura de Paladino, em eventos sociais, usa roupas comuns.

Características físicas especiais: Homem robusto e ruivo, com postura sempre ereta.

Vantagens: 
Perícia em combate corpo a corpo

Bom estrategista
Liderança
Conhecimento de história e religião

Desvantagens:
Armadura de Placas diminui a velocidade de locomoção durante a batalha.

As vezes caótico demais.

Naturalidade: Lordaeron (capital)

"Motto":  “proteger os fracos, trazer justiça aos injustos e exterminar o mal nos confins mais sombrios do mundo.” 


Biografia: Servanttes Alenn  foi integro e reto desde sua infância, treinado por seu pai, foi nomeado Paladino com 15 anos de idade pela Ordem do Punho de Prata. Servanttes sempre lutou em defesa dos pobres, inocentes e oprimidos. Ele lutou, ao longo de anos, em regiões remotas, dando fim ao sofrimento e levando a justiça aos malfeitores. Sua dedicação à justiça e retidão sempre foram e permanecem incontestáveis, e sua honra intacta.

Os anos passaram e as guerras prosseguiam. Servanttes aos 20 anos de idade serviu na cruzada Argêntea e lutou na guerra contra o Lich Rei.
Ele presenciou muitos eventos terríveis, como o fim da Ordem dos Paladinos do Punho de Prata, a morte de Uther e o avanço da peste. A única coisa que o impedia de se entregar à loucura era a responsabilidade que ele carregava de cuidar de sua irmã: Alexia.

Eventualmente, Servanttes regressou à terra natal, apenas para descobrir que o lugar de suas lembranças não era mais o mesmo. A floresta outrora verdejante fora corrompida e estava tomada por mortos-vivos e outras forças sombrias. Servanttes, estarrecido, chegou em seu antigo lar apenas para descobri-lo em ruínas. Nesse tempo de confusão e tristeza, Servanttes recebe uma carta informando que seu pai Seraph Alenn foi morto em combate na campanha contra o Lich Rei. Com muita dor no coração Servanntes visita a tumba de seu pai, que já estava morto há semanas.  

O paladino passou horas caminhando entre as lápides, e sua aflição crescia à medida que reconhecia o nome de mais e mais pessoas que faziam parte de seu passado. Seu pai, Seraph Alenn, se tornou um Cavaleiro da Morte e antes que pudesse se livrar do domínido de Arthas, tentou assassinar sua esposa, sendo assim, Servanttes junto à sua irmã Morganna precisou matar seu próprio pai em defesa da mãe.

Da apreensão se fez desilusão e, por fim, tristeza. O paladino caiu de joelhos, chorando. Por horas e horas ele fitou aquela pedra fria, soluçando. E então, Servanttes num acesso de fúria, sacou a espada da bainha e solta um grito feroz ao ar. Depois de alguns minutos o Paladino coloca a cabeça no lugar, e ainda em meio a dor, se lembra que precisa de seus familiares.
Servanttes reúne sua família que estava abrigada no contraforte da eira dos montes e se muda para Ventobravo. Lá Servanttes casou-se e teve um filho, o qual deu o nome de seu pai. A esposa do Paladino morre no momento do parto. Poucos anos depois a mãe de Servanttes também morre.  Com a dor da perda, Servanttes começa a participar de lutas em arenas em vários cantos dos reinos do Leste. Ainda assim, mantinha a maioria dos seus princípios e não deixou de educar e treinar seu filho.

Com 28 anos de idade o Paladino coloca sua cabeça no lugar e volta a ser o que era antes, abandona as arenas e se foca em servir a Aliança e ser útil. Pouco tempo depois ele fundou a Ordem dos Templários, uma organização de Paladinos e Sacerdotes que serviam a Aliança. Dois anos depois, cansado do pesa da Liderança o Paladino passa seu cargo à Archibald Ayden.

Um ano mais tarde, a Ordem dos Templários se desmembrou, Servanttes passou a servir o Pacto Áureo e em pouco tempo foi subindo de cargo, até que veio a se tornar o Grão Lorde. Algum tempo depois, Serva devolve a Liderança à Malteris.

Servanttes ainda sonha com a restauração de Lordaeron, e com a restituição da Ordem do Punho de Prata.
 
 
Posses valiosas: Pequena fortuna em dinheiro e uma casa no Contraforte da Eira dos Montes.

Perícias:

Manipulação da Luz
Maestria em Armas de Duas Mãos

Maestria em Armas de uma mão
Maestria em Escudos

Música tema:










Última edição por Servanttes em Qua Mar 22, 2017 7:01 pm, editado 6 vez(es)
avatar
Servanttes

Mensagens : 14
Data de inscrição : 21/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Servanttes Alenn

Mensagem por Morgana em Sex Out 07, 2016 3:31 am

♥ ♥ ♥
avatar
Morgana

Mensagens : 7
Data de inscrição : 15/04/2016
Idade : 30
Localização : Na fenda misteriosa de Cal'damness

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum