O destino dos Illidaris

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

O destino dos Illidaris

Mensagem por Hínata patafofa em Ter Fev 21, 2017 1:28 am

A noite em delenor era deverás bonita, a lua iluminava a cidade como se fosse uma joia no pescoço de uma nobre, os vigilantes da guarda patrulhavam noite a dentro, Ravely andava acompanhada de Rhonnan Nobelcloth, um grande alfaiate Guilneano, ao longe Hinata estava junto com seu filho Avron indo para casa.
A Capitania dos Portos estava quase vazia, tirando a tripulação do ex-navio pirata do capitão Danúbio que moram lá, um figura elfica saia de lá, alta, com tatuagens brilhantes, um par de chifres curvos e olhos brilhantes, trajava uma armadura de couro castanha, era Indrian Dropleaf, o intendente illidari que trabalhava como corsário, tinha a tarefa de mecânica.
Ele caminhava pela cidade baixa, em direção a taverna da gorda, estava agradável o clima, a população cantava conversava, riam, o comandante lionard conversava com as jovens donzelas solteiras, Indrian sabia que aquele tinha lábia, ao caminhar encontrava mais figuras que fazem parte do pacto.
Quando chegou perto taverna, viu que aquele possuía uma animação inquestionável, era o lugar mais badalado da cidade, ao entrar viu Toranir e Juliane conversando, talvez sobre algum assunto sobre magia, Duncan e Servanttes estavam apreciando a cerveja sentados no balcão, quando ele chegou no meio da taverna Gorda acenou para ele cumprimentando. 
Indrian subiu as escadas e foi direto para seu quarto, ficava no final do corredor, abriu a porta, entrou e logo a fechou, ele ficou olhando a porta na sua frente.
"Por quanto tempo você ficará escondido ai?"
Um par de olho brilhantes surgiu sentado em cadeira próxima a cama, trajava uma armadura de couro de morcevil, com detalhes em dourado, guarda pernas com cascos arrancados de demonarcas e guarda braços da cor cinza, uma máscara com o símbolo dos illidari e um manto que se assimilava a um cachecol, ele possuia um par de chifres encurvados para trás mas o que era intrigante era que ele era um elfo sangrento.
"Quando eles me disseram que você havia se tornado um marinheiro, eu não acreditei, precisei vim conferir" dizia o elfo sangrento. 
Indrian se virou, fitou a figura com seriedade. 
" Não esperava te ver, irmão Yain..."
Yain se levantou, ele era pouco menor que Indrian porém não era sabido arranjar confusão com ele, ele possuia longos cabelos negros mas desbotados nas pontas deixando com uma coloração branca.
"Deixa eu imaginar, o conselho te mandou não é? " disse Indrian
As Glaives de guerra de Indrian estavam ao lado da cama, as de Yain, duas glaives ósseas, estavam em suas costas, um combate seria inútil.
"Indrian FelLeaf, um dos nossos melhores tenentes reduzido a um simples marinheiro, sua habilidades poderiam te garantido um alto cargo na elite, poderia até ficado no MEU lugar."
Yain, com um sorriso deixando as presas à mostra, retira um livro de capa castanha, com o símbolo dos illidari de sua algibeira, e estendendo ele a frente de Indrian.
"Acho que isso te pertence, consegui ele depois de uma passada em shattrath, talvez isso te lembre por que você seguiu nosso caminho"
Indrian pegou o livro, teve uma lembrança antiga, o seu antigo diário, presente de sua irmã, o perderá na queda do Templo Negro.
"Meu diário..."
Yain arrumava as guarda mãos enquanto Indrian lia o diário, era difícil achar alguma expressão facil, a máscara e o cachecol dificultava o reconhecimento de alguma expressão facial, ele era assim.
"Eu conversei com minha irmã..." disse Yain
"Kalessa?" 
"Sim, ela seguiu a vida depois que eu fui junto com lorde Kael'thas, abriu uma loja de escrivania em lua prata"
Indrian riu depois que ouviu loja de escrivania, Yain compartilhou a risada.
Indrian encostou na parede, olhava para o diário, o lugar que escreveu tudo desde a saída de Azeroth atrás do conhecimento que tanto queria, lembrou dos dizeres de sua irmã sobre oque ele iria fazer, do tempo que era curandeiro do templo negro, de seu treinamento para se tornar um caçador de demônios, todas essas lembranças estavam à sua frente.
" Como estão os outros: Lendies, Lucyel, Vhamus?"
" Vivos, até agora."
Yain foi o primeiro rir, de longe os Caçadores de Demônios possuíam a menor expectativa de vida em relação as outras pessoas, por causa de sua profissão e contras, um dos lemas dos illidari é "morra bem".
"Você não veio aqui apenas para me trazer o diário não é? "
O clima ficou sério, Yain puxou uma carta selado com um lacre de dente de demônio e a entregou para Indrian. 
"Como você deve saber o Baluarte da Noite caiu, Guldan está morto..."
"Então Lorde Illidan está vivo novamente?"
" Sim, o conselho do Martelo Vil decidiu que os illidaris devem voltar para auxiliar na batalha na costa partida, ao comando do Líderes dos Illidaris, O matador e ao Lorde Illidan Tempsfuria."
Indrian olhou para Yain, sabia que isso era uma convocação e não podia recusar.
"Quando será a convocação final para a batalha?"
"Talvez daqui a um mês, eu sei que você está pronto para lutar meu irmão. "
"Avisarei ao Grão Lorde Lanasthor e aos nossos outros irmãos."
Yain assentiu, virou para a janela e começou a contemplar a paisagem de fora.
"Devo admitir, irmão, escolheu um bom lugar para viver, até mais Indrian" ao dizer isso, Yain pulou janela a fora sumindo na noite. 
Indrian sorriu, no momento a porta se abre e surgiu Lendies carregando um prato com porco assado. 
"Indrian tá com fome?"
Indrian olhou para para Lendies. 
"Não, temos algo para conversar, talvez mude nosso futuro. "
avatar
Hínata patafofa

Mensagens : 8
Data de inscrição : 31/10/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum