Guia de interpretação para Paladinos

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Guia de interpretação para Paladinos

Mensagem por Ariel Jr. em Sex Jun 03, 2016 4:27 pm

1 - História dos paladinos

Durante a Primeira Guerra, os clérigos sofreram muitas perdas diante dos guerreiros orcs, por serem mais auxiliadores, e não guerreiros de linha de frente. Quando a notícia da morte de tantos clérigos chegou a Lordaeron através dos sobreviventes de Ventobravo, o arcebispo Alonso Faol se retirou para pensar em uma nova arma para a recém-fundada Aliança de Lordaeron, e concebeu então os paladinos: guerreiros agraciados com os poderes da Luz Sagrada (guerreiros foram treinados para usar a Luz, e sacerdotes foram treinados nas artes da guerra).

Os cinco primeiros paladinos foram: Uther (o Arauto da Luz), Tirion Fordring, Gavinrad (the Dire), Turalyon e Saidan Dathrohan, e esse se tornaram os primeiros membros da Ordem do Punho de Prata. Posteriormente mais indivíduos foram treinados e consagrados paladinos, como Alexandros Mograine, Bolvar Fordragon, Lorde Grayson Quebrassombra.

O Príncipe Arthas Menethil começou o treinamento como paladino, mas acabou se corrompendo e virando um cavaleiro da morte, e depois o próprio Lich Rei. Foi durante a destruição de Lordaeron que Arthas, ainda um cavaleiro da morte, massacrou os membros da Ordem, entre eles Gavinrad e o próprio Uther.

Saidan sobreviveu aos primeiros combates, mas depois foi morto em Stratholme, e seu corpo foi possuído pelo Senhor do Medo Balnazzar, que transformou os soldados de Saidan em fanáticos extremistas que se tornariam a Cruzada Escarlate.

Tirion Fordring, que havia sido excomungado da ordem, retornou do seu exílio e se tornou o novo líder da ordem, que, após a batalha da Capela da Luz da Esperança, foi unificada com a Aurora Argêntea e se transformou na Cruzada Argêntea, cuja missão principal era a derrota do Lich Rei.

Atualmente a Cruzada Argêntea estava trabalhando para restaurar as Terras Pestilentas e destruir os remanescentes do Flagelo que ainda resistem nessa região.

1.1 - Outras ordens de paladinos

Os draenei descobriram a Luz através dos Naaru, os seres poderosos que os ajudaram a escapar de Argus quando a Legião Ardente chegou, e desde então começaram a dominar a Luz, vários se tornando paladinos e sacerdotes. Alguns pontos se diferem da crença geral da Luz em Azeroth, mas a luta pelo bem é a mesma. A Mão de Argus é a ordem principal dos paladinos draenei.

Os elfos sangrentos escravizaram o Naaru M'uru e começaram a descobrir os poderes da Luz, mas não de modo subserviente como os paladinos humanos e draenei faziam, mas sim de forma dominadora. Lady Liadrin, uma ex-sacerdotisa, se tornou então a líder da ordem, que causou muitas discussões entre os elfos por causa da maneira imoral da qual obtinham os seus poderes. Os Cavaleiros Sangrentos passaram por muitos testes, e, depois da restauração da Nascente do Sol, passaram a canalizar os seus poderes dali, de forma mais harmoniosa e moral do que antes.

Os taurens já adoravam tanto Mu'sha, a lua, quanto An'she, o sol, mas perceberam que tinham criado um preconceito do sol por conta dos ensinamentos druídicos dos elfos noturnos, que adoravam somente Elune, a lua. Eles decidiram restaurar a adoração equilibrada voltando a idolatrar An'she, assim ganhando os seus poderes divinos e fundando a ordem dos Andarilhos do Sol.

2 - Treinamento de paladino

Todos os paladinos precisam passar por treinamentos para aprenderem a usar os poderes da Luz em combate, de forma que não é possível que uma pessoa vire um paladino de livre e espontânea vontade. Não necessariamente precisam estar afiliados a uma ordem, visto que nos anos recentes as ordens sofreram transformações e vários paladinos as deixaram, se tornando agentes independentes, mas um mestre é necessário para ensinar os caminhos da Luz. Esse treinamento envolve tanto ensinamentos teológicos quanto artes marciais, combinando as escolas de guerra e sacerdócio para criar um guerreiro sagrado.

Nem todos os paladinos precisam ser grandes lutadores. Vários usam os seus poderes para curar os seus companheiros, empunhando armas em último caso, mas necessitam passar por todo o treinamento para descobrirem todo o seu potencial e o seu lugar na ordem das coisas.

3 - Interpretação


Os paladinos de Lordaeron tinham um grande preconceito com todos os usuários de magia, vendo-os como almas condenadas à perdição, mas tal crença caiu nos últimos anos, quando as forças do mundo precisaram lutar juntas para defender Azeroth. Isso não impede, porém, que alguns paladinos ainda tenham um receio, até mesmo um desgosto, de outras fontes de poder mágico.

Um paladino também é um arauto da Luz, ficando muito a vontade para pregar a Luz para as pessoas e esclarecer dúvidas sobre o assunto, sempre estando aberto para acolher uma alma perdida nos braços divinos. Você pode sair pregando a mensagem ativamente ou apenas comentar com os seus companheiros de vez em quando para estimular a curiosidade deles.

Você é um agente do bem, e não tolera atitudes erradas ou malignas. No entanto há exemplos de paladinos que enlouqueceram, mas ainda mantiveram os seus poderes sagrados em atos nefastos, como os membros da Cruzada Escarlate, demonstrando, para isso, uma fé quase insana na Luz.

Os paladinos são grandes inimigos de mortos-vivos e demônios, e é parte de sua missão sagrada livrar o mundo de tais criaturas. Porém o surgimento dos mortos-vivos e dos bruxos mudou um pouco a visão, já que tais indivíduos podem ser seus aliados, de forma que é possível existir um conflito interno quanto a servir e a ajudá-los em qualquer situação, sendo um bom problema a ser explorado. Essa constante luta das mudanças do mundo em vista os ensinamentos da Luz é um marco em qualquer história de paladino.

Por fim, um paladino também é um ser inteligente, com os seus próprios problemas e dificuldades, então não precisa ser um servo exclusivo da Luz o tempo todo. Inimigos pessoais podem rechear a sua história, e perdas podem marcá-lo profundamente, tornando-o uma pessoa mais reclusa e isolada.
avatar
Ariel Jr.

Mensagens : 12
Data de inscrição : 02/06/2016
Idade : 22
Localização : São Caetano do Sul

http://www.deltanerds.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Guia de interpretação para Paladinos

Mensagem por Servanttes em Seg Jun 06, 2016 6:52 am

Muito bem feito o guia, parabéns brother!
avatar
Servanttes

Mensagens : 14
Data de inscrição : 21/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum