Nastyra Rose

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Nastyra Rose

Mensagem por ptesco em Ter Maio 31, 2016 3:20 pm

1)Geral


1.1) Informações públicas

 
Nome: Nastyra Rose
 
Classe: Marinheira
 
Profissão: Imediata
 
Idade: 19 anos
 
Raça: Worgen
 
Data de nascimento:
 

1.2) Aparência

 
Altura: 1,68
 
Peso: 57 Kg
 
Cor do cabelo: Pretos
 
Cor dos olhos: Mel
 
Cor da pele/etnia: Morena
 

2) Personalidade e preferências

 
Hobby:  Desenhar
 
Tipo Sanguíneo: AB
 
Signo do zodíaco:
 
Cor favorita: Rosa
 
Comida favorita: Frango em geral
 
Bebida favorita: Suco de laranja
 
Alinhamento: Caótica boa
 
Afinidade Elemental: Nenhum
 
Personalidade: Impaciente, faz tudo pelos amigos, sempre se sente inferior, luta pelo o que é bom.
 
Orientação sexual: Bi, mas ela não tem certeza disso, -q
 

3) Características Especiais

 
Cheiro: De rosas
 
Voz: voz de uma LOLI ( KAWAII IS JUSTICE)

Relacionamentos:

 
Anna:Nastyra gosta muito da bruxa, mesmo que ninguém aparente gosta dela também, Nastyra se sente até um pouco confusa em relação a bruxa devido a certos acontecimentos.

Calintra: Nastyra é muito amiga da druida, tendo arriscado a vida por ela uma vez, mas infelizmente acabou o contato, mas pretender vistiar a ilha algum dia e ver ela
 
Aliados: Pacto Áureo, Aliança
 
Inimigos: Horda, inimigos do Pacto
 
Roupas: Em batalha Nastyra usa uma armadura com pouca malha e fora de combate geralmente usa um vestido de linho branco
 
Características físicas especiais: Cicatrizes que a esse ponto são bem sutis, então ela nem esconde mais

Vantagens: É mais rápida que a maioria dos guerreiros
 
Desvantagens:  Tem partes do corpo exposta por não usar muita armadura
 
Naturalidade: Guilnéas
 
Lema: Desistir é o mesmo que morrer.
 
Biografia: Nastyra desde criança gostava de luta de espadas, diferentemente das outras crianças que normalmente brincavam de amarelinha por exemplo, então ela meio que ficava fora dos grupinhos na escola, seu pai fazia parte da guarda de guilnéas, então ela sempre tinha aulas com os soldados e patrulhava a cidade com eles, para ela era tudo uma grande brincadeira. Assim foi sua vida até a invasão worgen, seu pai foi um dos primeiros mortos pelos dentesangue, ela não teve tempo de chorar, não teve tempo de sentir dor, agora com 16 anos era recruta da guarda de guilnéas, ela tinha que dar a sua vida pelos cidadãos, colocar a dor deles na frente da sua própria dor, e foi isso que ela fez, ajudou na evacuação da praça dos mercantes, obrigou-se a conter os guilneanos transformados, dizendo para si mesma que eles não eram mais humanos, olhou nos olhos de cada um que matou, olhou nos olhos da padeira, olhou nos olhos do confeiteiro, olhou até nos olhos de sua única e melhor amiga... Mas continuou não tendo tempo para sofrer, os Worgens estavam avançando cada vez em maior numero, eles tiveram que recuar mais para dentro do distrito militar aonde conseguiram a ajuda de Crowley, antes considerado um traidor, agora um aliado necessário, com a ajuda dos canhões de Crowley os guardas conseguiram uma pequena vantagem, que mesmo assim durou pouco, os worgens estavam e todos os lugares, eles tentaram fugir para a catedral, com o plano de usar todos os canhões que tinham para acabar com aqueles pulguentos, mas nem todos aqueles canhões foram o suficiente para ao menos diminuir o contingente dos worgens, que continuavam a avançar com a sua sede insaciável de sangue, dentro da catedral Nastyra lutou até o fim, mas já tinha sido mordida por algum worgen, estava se sentida mal a um tempo já, porém não podia fraqueja, tinha que lutar até o fim, pela sua cidade, pela vida daqueles que jurou proteger até o fim, mas, mas, seus olhos estavam se fechando, seu corpo não respondia mais aos seus comandos... Até que tudo ficou preto.  Quando acordou estava presa e não se lembrava de quase nada, até ser noticiada de que tinha virado uma das criaturas, e que atacou alguns aliados antes de fugir sem controle com os outro worgens, porém vou capturada pelas armadilhas que os Guilneanos plantaram na floresta, pois o alquimista Aranas tinha desenvolvido uma poção que fazia os guilneanos transformados em worgens recobrassem a consciência, mesmo que não por muito tempo, Nastyra não teve nem tempo de odiar aquilo que tinha se transformado, pois “ os renegados estão atacando” eles disseram eles, Nastyra voltou a luta, a matar. Depois de toda a guerra contra os renegados, após fugir tantas e tantas vezes, agora já servindo a aliança, Nastyra foi alocada para um dos navios de transporte da frota da aliança, foram anos pacíficos para Nastyra, ela rapidamente conseguiu cativar todos da tripulação com o seu altruísmo, mas alguns diziam que era por causa da fofura mesmo, de uma forma ou de outra Nastyra viveu 3 pacíficos anos sendo imediata/mascote do barco “Rosa de Sal”, ela era tão adorada pela tripulação que alguém de fora acharia que ela era a capitã, porém esses anos de felicidade acabaram quando seu navio fora capturado por piratas, o Pacto Áureo foi ao resgate em pedido da aliança, porém da pequena tripulação apenas ela sobreviveu a batalha. Agora no Pacto Nastyra pretende criar um novo futuro, e nunca mais fugir de novo.
 
Posses valiosas: Nenhuma
 
Porte físico: Jovial 
 
Perícias: Navegação
 

4) Links externos


Musica tema:



Imagem tema: 
avatar
ptesco

Mensagens : 59
Data de inscrição : 30/09/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum